Sueli Pennone: Solferini

Claudio Fernando Grazioli Solferini Gaspar, nasceu em janeiro de 1985 em São Paulo e, desde menino, entre seus 8 e 9 anos, já se interessava por arte, pinturas, esculturas e, principalmente pelas cores. Estava sempre desenhando e pintando como as crianças gostam de fazer, mas com um diferencial que logo chamou a atenção. Aos 12, Solferini já se interessava pela pintura à óleo.

Sem nunca ter frequentado escolas de arte, foi desenvolvendo suas habilidades de forma intensa e experimental, autodidata e, através dos estudos dos artistas impressionistas e suas obras, foi praticando e cada vez mais dominando a técnica do uso das cores, que sempre o chamou a atenção. Fez faculdade de arquitetura, mas sempre, em paralelo, pintando quadros, como um hobby. Já formado, começa a sua carreira de arquiteto e adentra no universo do design de interiores e da própria arquitetura, frequentando museus, galerias e conhecendo outros artistas, até 2013. Mas, antes mesmo, em 2009, começa a vender por encomenda alguns trabalhos. Isto o motivou ainda mais na pintura, desenvolvendo sua segunda profissão. Em 2015, participa de um leilão na Semana da Art Basel em Miami, através de um convite que recebeu de uma galeria em Greenwood, sendo sua arte, a primeira arrematada do evento – uma coletiva com vários artistas. Este fato agregou ainda mais valor ao seu trabalho, que já vinha sendo muito admirado aqui no Brasil. Daí em diante, ele decide que este seria mesmo seu caminho, o da Arte, e abre seu ateliê.

No seu trabalho como artista, ele transfere muito do que ele próprio é, muito da sua personalidade e do seu modo de ver o mundo. A luz nas cores, o ritmo da pintura e a emoção trazida por ela, são os elementos de diálogo que ele usa para se comunicar com o público. A emoção que causam juntas no espectador, é a resposta que ele recebe desta comunicação que se estabelece entre o artista e seu apreciador. A sensação de paz e encantamento é uma função que a arte permite e que ele realiza muito bem. Solferini pinta telas monocromáticas de grandes dimensões, e também produz esculturas em alumínio, com efeito cinético e colorido em grandes formatos. Devido ao grande sucesso dos trabalhos, o artista também passou a fazer tamanhos menores para viabilizar o público de ter uma obra de seu ateliê em suas residências. Devido à pandemia, exposições precisaram ser adiadas de 2020 para 2021, mas ainda, sem data definida, são elas sua participação na Feira de Art Rio e uma em Nova York. Solferini se revelou para o público como um artista contemporâneo de muito talento e enorme sensibilidade, se destacando no universo nacional e internacional com mérito!

Exposições:
2016 – White Porch Gallery, Miami, Flórida – EUA
2018 – Profusão – Trancoso – BA – Brasil
2018 – MIB – Los Angeles – beverly Hills – EUA
2018 – Art Parma Fair – Marco Antonio Patrizio Galley – Itália 2019 – SP Arte – Bianca Boeckel Galeria – SP
2010 – Art Rio – Bianca Boeckel Galeria – RJ