O recém-inaugurado Maion Hotel e Boutique traz mais charme a Praia do Espelho em Trancoso

Foto: Divulgação

Há poucos meses quem passava pela Praia do Espelho, localizada a 24 KM de Trancoso e eleita várias vezes a mais bela do Brasil em diversas premiações, via um movimento interessante, a antiga Pousada do Baiano se transformando no Maion Hotel e Boutique, que hoje já está na lista dos queridinhos e descolados como Camila Coelho, Débora Nascimento e Marlon Teixeira.

Foto: Divulgação

As 13 suítes são divididas em 4 alturas em um terreno que começa no alto da mata tropical e desce até ao lounge que se conecta com o mar. Chamadas de Areia, Coral, Falésia e Falésia Super Luxo, as suítes que tem o branco dominante na decoração, trazem paz em meio a natureza. “Queríamos ambientes leves que se conectassem com a beleza exuberante que cerca a área do hotel onde o hóspede pudesse sempre estar contemplando algo” diz Marlon Gama, o renomado arquiteto baiano que fez parte da nova concepção do hotel.

O extenso gramado que acaba na praia ganhou gazebos exclusivos além de redes, pufes, mesas e cadeiras da Tidelli em tons de azul que lembram a cor do mar. É neste lounge que também está o bar do hotel, responsável por drinks exóticos e bem tropicais como o Amelie Poulain (gin, kiwi, limão tahiti, xarope de hibisco e cardamomo) o Pôr do Sol (tequila prata, suco de maracujá, xarope de gengibre com limão siciliano e água com gás) e uma versão bem baiana da batida de coco chamada Coconut Bahia.

No fim de tarde e início da noite hóspedes e não hóspedes podem contemplar o pôr do sol e o nascer da lua que vem de dentro do mar, um espetáculo de luzes que a mãe natureza proporciona, aliás, Maion na língua indígena Patachó significa LUZ e isso não pode faltar na experiência de quem passa por lá. O hotel também permite day use mediante reserva e consumação mínima.

Foto: Divulgação

Na gastronomia, um passeio por receitas que fazem a fusão mediterrânea, baiana e mineira em um menu assinado pelo chefe Henrique que traz uma das melhores Moquecas de Camarão da região, garante Joab Pinheiro, Gerente Geral do hotel. “ É o prato mais pedido tanto no almoço quanto no jantar e o tamanho generoso dos camarões chamam muito a atenção”, completa Joab. O encontro de Minas com Bahia está no Peixe Inteiro Assado, banana da terra grelhada, vinagrete de pimenta de cheio servido com risoto de canjica. Para os amantes de massa o destaque fica com o Risoto de Lagosta e o Spaguetti Tinta de Lula com frutos do mar e molho bisque. Quem comanda o carro chefe das sobremesas é um clássico da Bahia, a cocada, que nesta versão é feita no forno e servida com sorvete de creme regada no mel de cacau e crosta de amêndoas, sem dúvida, uma explosão de sabores por todos os lados com produtos frescos, todos comprados na região, ressalta o chefe do hotel.

O hotel aposta em referências indígenas em sua composição
Não só no nome o Maion carrega uma herança indígena, na decoração, objetos de palha, madeira e artesanato local feitos por índios que comercializam a sua arte para sobreviver, uma forma também de ajudar a comunidade local. Fotos e quadros de alguns índios importantes se espalham pelo hotel assim como o letreiro Maion entre o mar e o lounge feito com bambu e cordas.